segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

sábado, 10 de dezembro de 2011

Síndrome do Ovário Policístico

A Síndrome do Ovário Policístico tem sido muito diagnosticada com a melhora da imagem de Ultrassonografia, mas nem sempre apresenta as alterações hormonais que a caracterizam, mas devido a sua freqüência tem sido solicitado pelas minhas pacientes que esclareça o que ocorre.
É difícil esclarecer algo que ainda não tem sua causa bem definida, mas podemos descrevê-la pelas alterações que apresenta.
Primeiro queremos esclarecer o que é  Síndrome – é o conjunto de sinais e sintomas que caracterizam  algum quadro, no caso a Síndrome do Ovário Policístico (SOP).
A SOP é caracterizada por sinais de hiperandrogenismo e  disfunção ovariana os quais podem ser mais ou menos intensos e presença de ovários policísticos ao ultrassom.

Para se diagnosticar a síndrome é necessário o achado de Ovários policísticos ao ultrassom associado a presença de sinais de hiperandrogenismo (ao exame clínico ou laboratorial)por exemplo acne, aumento de pelos, anovulação (falta de ovulação) ou deficiência desta, que irão repercutir com alterações do ciclo menstrual.
Entre as alterações hormonais podemos encontrar resistência a insulina (dificuldade na queima da glicose sanguínea) e com isto tendência ao diabete, por isso devem ser avaliadas procurando outra síndrome - a Metabólica, para prevenirmos alterações vasculares, cardiovasculares, hipertensão etc.. Podemos encontrar também obesidade.
Em meio aos sintomas podemos observar:
·         Irregularidade menstrual  podendo variar entre atrasos ou ausência menstrual (amenorréia).
·         Dificuldade em engravidar.
·         Acne, pele oleosa e aumento de pelos
·         Aumento de peso, inclusive a dieta pode melhorar a síndrome.

O diagnóstico é feito pela história clínica, com dosagens hormonais  e com o achado de muito cistos ovarianos no ultrassom

O Tratamento vai depender da expectativa da paciente, se não desejar a gravidez será indicado  anticoncepcionais orais se a gravidez for almejada será  a indução da ovulação, mas na devemos esquecer que como síndrome outros aspectos devem ser considerados entre eles a dieta e exercícios físicos .

Links de interesse sobre o assunto: